1 de janeiro de 2013

Feminismo não é defeito.

Hoje testemunhei uma discussãozinha no facebook. Uma pessoa postou uma imagem, e outra pessoa fez um comentário chamando a imagem de machista. A pessoa que postou a imagem respondeu ao comentário com "feminista detected". 
Para que não fiquem dúvidas de que a imagem era de fato machista, aqui está. Aprecie. Ou melhor, não.

Danço funk sem calcinha e a buceta continua sendo minha.



Já num outro dia, eu estava conversando com amigxs e alguém disse: Fulanx tem todos os pensamentos feministas, mas elx não gosta que x chamem de feminista. 
Aparentemente "feminista" não é algo que você deveria querer ser chamado. Chamar alguém de feminista é praticamente uma ofensa. 
Eu entendo. Criou-se uma imagem de que feministas são mulheres histéricas que odeiam homens. Eu também não gostaria de ser chamada disso. 

Só que feministas não são mulheres histéricas que odeiam homens. Feministas são pessoas que buscam a igualdade entre os gêneros. 
Isso significa que não só mulheres podem ser feministas, mas os homens também.
Isso significa que nós não queremos destruir os homens nem priva-los de nada, nós só queremos os mesmos direitos que eles tem. 

O problema é que os nomes de cada ideologia causam confusão. "Feminismo" e "Machismo" parecem de fato se opor. Mas a verdade é que enquanto o machismo oprime as mulheres e até mesmo os homens, quando dita um comportamento obrigatório para cada um, o feminismo não oprime ninguém, mas sim abole as divisões de gênero, permitindo a cada um desempenhar o papel que desejar, independente do que tem entre as pernas. Eu pessoalmente acho que o ideal seria utilizarmos os termos "sexismo" e "equalitarismo".

Não parece tão ruim ser feminista afinal, parece? Afinal que tem de errado em querer a igualdade entre os gêneros? Não é o mínimo que você esperaria de uma sociedade minimamente civilizada?

Que 2013 seja um ano em que mais pessoas se declarem feministas!

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu sei que não tem nada a ver, mas abole é uma palavra engraçada.

Natalia Gruber disse...

Eu fiquei por um momento em dúvida se "abole" existe mesmo, mas aí eu deixei pra lá :)

Isadora dos Santos disse...

ameeeeeeei

Postar um comentário

 
Ir ao Topo Ir ao Fundo